Bolsa Família Acesso a Conta




Acesso a Conta Bolsa Família

O Bolsa Família é um programa criado inicialmente no governo Fernando Henrique e que foi ampliado no governo Lula, fazendo transferência direta de renda, sendo direcionado para famílias em extrema situação de pobreza em todo o Brasil. Basicamente, o Bolsa Família procura garantir a essas famílias a alimentação e o acesso à educação e à saúde.

Nos anos anteriores, o Bolsa Família chegou a atender mais de 13,9 milhões de famílias em todo o território nacional, mas atualmente – sem números para informar – o Bolsa Família foi reduzido, buscando adequar-se a uma nova realidade, seja a situação econômica do próprio país ou a mudança de situação de diversas famílias.

bolsa-familia-acesso-a-conta

Os objetivos do Bolsa Família são os seguintes:

  • Combater a fome e gerar condições de fornecimento de alimentação;
  • Combater a pobreza e trazer algum alívio para a situação das famílias;
  • Manter a obrigatoriedade de escolas para as crianças, com atendimento na saúde e na assistência social.

A população alvo do programa Bolsa Família é constituída por famílias que estejam em situação de extrema carência, sem condições de prover nem mesmo a alimentação dos seus integrantes.

O governo federal considera famílias extremamente pobres aqueles que tem uma renda mensal de 77 reais por pessoa, e famílias pobres aquelas que não ultrapassam os 154 reais por pessoa. Segundo o programa, podem participar do Bolsa Família as que tiverem entre seus integrantes gestantes e crianças ou adolescentes entre 0 e 17 anos.

Para ter direito ao Bolsa Família, é preciso que esteja a família inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, tendo os dados atualizados. Se a família não estiver inscrita, é necessário procurar o responsável pelo Bolsa Família da prefeitura da cidade, inscrevendo-se no Cadastro Único.

Os dados precisam estar atualizados, com informações, se houver, de mudança de endereço ou de telefone de contato, além das alterações que houver na família, como nascimentos, falecimentos, casamentos, separações e adoções, entre outras.

Embora seja um requisito necessário, o cadastramento não implica no recebimento imediato do benefício do Bolsa Família. O Ministério do Desenvolvimento Social seleciona, automaticamente, as famílias que irão receber o benefício.

Para quem quer saber se está incluído no Bolsa Família, é necessário consultar o responsável pelo programa, na prefeitura de cada cidade, ou consultar no site da Caixa Econômica Federal a lista de famílias inscritas e beneficiadas: www.beneficiossociais.caixa.gov.br . Caso a família não tenha acesso à internet, deverá procurar a Prefeitura da cidade onde reside para ter a confirmação. Se o seu bolsa família está com acesso restrito, acesse o seguinte link e saiba como resolver: Bolsa Família Acesso Restrito.

Segundo as regras do programa Bolsa Família, todas as famílias que atendem aos critérios estabelecidos têm direito ao benefício, mesmo que estejam recebendo outros benefícios concedidos para a inclusão social dos integrantes da família.

O benefício do Bolsa Família, em 2016, não poderá ser superior a 336 reais mensais para cada família, havendo critérios para situações diferenciadas, com valores diferentes para crianças, para jovens e para gestantes. Dessa forma, o programa procura atender a todos, estabelecendo um piso mínimo para que haja distribuição menos desigual de riquezas e que um número maior de pessoas em situação de extrema pobreza seja beneficiada.

Para consultar o seu saldo acesse: Consultar Bolsa Família

Mais sobre o Bolsa Família


Deixe um Comentário