Bolsa Família Acesso Restrito

Acesso Restrito Bolsa Família

O Bolsa Família é um programa criado no Governo de Lula que tem como principal objetivo combater a fome e a miséria e promover a emancipação da família de baixa renda. Esse programa funciona da seguinte maneira: é transferidos valores às famílias cadastradas no programa que estão em situação de pobreza ou extrema pobreza, com renda per capita mensal de até R$ 140 e que também garante acesso desta família aos direitos sociais básicos como saúde, educação e assistência social. Veja informações sobre o acesso restrito do bolsa família.

bolsa-familia-acesso-restrito

Existem alguns requisitos para serem beneficiados com o Bolsa Família. Além da renda mensal entre 70 a 140 reais por pessoa, os interessados devem informar as condições de moradia, se a casa tem saneamento básico, número de cômodos, se há tratamento de lixo, esgoto, quantas pessoas integram a família, a situação de trabalho, entre outras informações que vão caracterizar a situação de pobreza ou extrema pobreza. Há ainda as condições para esta família se manter no Programa que é comprovar que o filho (ou filhos) tem 85% de frequência escolar ou para os menores de 7 anos, se estes estão com o programa de vacinas em dia.

Para fazer a inscrição no Bolsa Família, os interessados devem consultar um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de sua região e estes estão ligados às Secretarias Municipais de Assistência e Desenvolvimento Social e lá se pode fazer o Cadastro Único e lá é avaliada a situação da família e se esta pode ser incluída no Programa Bolsa Família. Para se inscrever a família precisa repassar alguns documentos: comprovante de residência, CPF (do titular que receberá o benefício), comprovante de renda de todos da família que colaborem com renda, comprovante de matrícula dos filhos (entre 6 e 17 anos) e carteira de vacinação (das crianças de até 7 anos). O Valor repassado do Bolsa Família para a família com renda de 70 reais é de R$ 68, mas o benefício pode ter valores variáveis, podendo ser de R$ 22, para cada filho, no caso de renda familiar de R$ 140 e assim por diante.

O beneficiário do Bolsa Família recebe um cartão que tem senha para retirar o benefício em qualquer agência da Caixa Econômica Federal e inclusive no site do Bolsa Família (ver em http://bolsafamilia.datasus.gov.br/w3c/bfa_acesso2010.asp) tem acesso restrito para saber se os valores já foram repassados ou não. Por isso, fiquem atentos também aos prazos para continuar a receber o benefício.